20/06/2020

A AMS Petrobras suspenderá, provisoriamente, as mudanças na forma de cobrança da AMS que estavam previstas para acontecer em julho (segunda onda), conforme matéria publicada em 15 de abril. Quanto aos pensionistas da primeira onda abrangidos pelas liminares, as cobranças retornaram ao desconto em folha, conforme comunicados divulgados anteriormente.


Lembramos que a mudança na forma de cobrança encontra-se sub judice e a extensão da suspensão à segunda onda é uma decorrência do cumprimento de liminares deferidas pela Justiça do Trabalho. A Petrobras prosseguirá defendendo a licitude da mudança, que é prevista em Regulamento.


Para os beneficiários que já pagavam por boleto bancário anteriormente às mudanças anunciadas em abril, e portanto não abrangidos pela discussão judicial, o pagamento continua sendo realizado da mesma forma.


A AMS Petrobras reforça que o pagamento por boleto bancário proporciona mais agilidade ao processo de reembolso, que é creditado diretamente na conta corrente cadastrada. Para quem permanece com o pagamento da AMS via boleto, manteremos o envio por correio e e-mail, além de ficarem disponíveis na área restrita do Portal AMS (acesso com login e senha). Caso ainda não tenha o acesso, basta clicar na opção “cadastre-se”, na parte superior da página e realizar o loginAcesse aqui o passo a passo para realizar o cadastro ou recadastramento no Portal AMS, em caso de esquecimento da senha.

 

Mantenha seus dados cadastrais atualizados nos portais Petros e AMS

 Fonte: Petros

18/06/2020

NOTÍCIAS

ANTERIORES