07.12.2019

O sistema de empréstimos ficará indisponível entre os dias 14 de dezembro e 2 de janeiro para que a Petros possa fazer o fechamento contábil de 2019, a exemplo do que ocorreu no ano passado. Com isso, serviços como concessão, renovação de empréstimos e emissão de boletos ficarão suspensos. Assim, o último pedido deste ano deve ser feito até as 21h59 de 13 de dezembro. Todos os serviços voltarão a funcionar normalmente no dia 3 de janeiro. 

Já a solicitação de suspensão da cobrança de parcelas de empréstimos por seis meses - de janeiro a junho de 2020 -, exclusiva para o público do PPSP-R e do PPSP-NR que paga equacionamento, permanecerá disponível até o dia 27 de dezembro. Após esta data, não será mais possível solicitar a suspensão temporária.

Os planos Petros-2, PPSP-R e PPSP-NR oferecem aos participantes ativos, aposentados e pensionistas empréstimo consignado, com desconto direto em folha de pagamento, com juros de 0,59% ao mês mais IPCA - índice que mede a inflação oficial do país. 

O valor máximo do crédito oferecido pela Petros corresponde à reserva do participante, ou seja, o total acumulado no plano, limitado ao teto de R$ 164.760,82. Neste montante, está incluído apenas o que foi pago pelo participante. As contribuições feitas pela empresa patrocinadora não entram nesta conta. O pagamento do empréstimo pode ser feito em até dez anos, dependendo do plano e da idade do participante.

Outros planos da Petros também oferecem empréstimos aos participantes e as condições estão disponíveis na Área do Participante.

Para saber mais sobre o empréstimo da Petros ou fazer uma simulação, clique aqui.

 

Fonte: Petros

05.12.2019

NOTÍCIAS

ANTERIORES